A POLÍTICA

Escrito por Viraldo B. Ribeiro
Ter, 12 de Janeiro de 2010 10:40

05-A PolíticaTerra Nova, hoje sede do município, por muito tempo figurou politicamente como uma fazenda. Rio Fundo e Jacu é que tinham representatividade junto á Santo Amaro. Os registros de nascimento eram feitos nessas localidades; batizados, casamentos e mesmo enterros eram feitos no cemitério do Rio Fundo.
No Chalé da usina tinha uma Capela, onde se celebrava missa.

Em Terra Nova Velha existia um Cruzeiro nas proximidades da casa da fazenda de Dr. José Pacheco.
No centro de Terra Nova, também existia um Cruzeiro, próximo ao lugar onde foi construída a igreja de São Roque.

Para marcar os limites das fazendas, as duas partes do ovo (Terra Nova tinha uma forma de ovo, diz Sr. Antídio) eram chamadas: Terra Nova de Pojuca – o centro, representado pela fazenda dos Paiva Lima; e a parte do território dos Pacheco era chamada de Terra Nova.
A denominação Terra Nova de Pojuca parece ter sido muito restrita, ou por um período bastante curto, pois quase ninguém se lembra. Aconteceu da mesma forma como está acontecendo com o nome Terra Boa, que perdurou de 1953 a 1961.

Mas, algumas pessoas confirmam o nome Terra Nova de Pojuca.
“Quando eu escrevia o cabeçalho na Escola de D.Lulu, anotava Terra Nova de Pojuca como sendo o nome da localidade.” Disse o Sr. Antídio Roque.
POLITICA3Talvez seja por isso que até hoje existe um território, que variou de tamanho com o tempo, denominado Terra Nova Velha, provavelmente apelidada pelo povo, a partir do desaparecimento de Terra Nova de Pojuca. Terra Nova Velha iniciava um pouco depois da Estação Terra Nova. Hoje, para a maioria da população, depois da Ponte, são dois bairros; em frente é Terra Nova Velha e para o lado esquerdo é Caipe.
Hoje tudo é uma Terra Nova única, mas quando a Usina funcionava; quando os carros de boi e burros de cana conduziam cana para a moagem, a Terra Nova que restou dos Pacheco era chamado de Terra Nova Velha.