Burro de Cana

Escrito por Viraldo B. Ribeiro
Sáb, 23 de Maio de 2009 16:28

Burro de Cana
Ainda existe burro de cana
Conduzindo cana dos palheiros
Nos canaviais.
Dos mesmos qual vistes
Com cangalha e gancho,
Condutor, dono ou não, mangual à mão,
Tangendo mais um ou dois.
Ainda restam alguns,
Insistindo como as duas usinas,
Retardam o depois.
O companheiro da viagem,
Na visita do São Roque,
Aquele Milagre, depois do Engenho Novo,
Nas terras de Amélia Rodrigues,
Perguntou: moço,
Tem também carro de boi?
Será que ele não sabia
Que não tem mais carro de boi,
Pensei, ou perguntou por perguntar!
Tem não, moço
Veio de resposta.
Os burros panham cana nos palheiros
E juntam pros caminhões pegarem,
Continuou.

Essa hora tão vindo
Com olho de cana
Olho de cana pra ração
Voltem amanhã.
Amanhã cedo tá todo mundo,
Todo mundo no palheiro
Com sua tropa de burros
Lá naquele canaviá.
Completou de cima de sua montada
De cangalha e gancho vazio,
Tangendo o outro burro,
Com cangalha, gancho, ração.
.
09.11.03
viraldo