O Guiador

Escrito por Viraldo B. Ribeiro
Qui, 25 de Fevereiro de 2010 18:30

Cadê meu Guiador!?
Cadê meu Guiador!?

Entra correndo o menino
Correndo e gritando seu brinquedo

Cadê meu Guiador?

– Vá guardar os livros
Lavar as mãos, descansar
Que já-já tô botando almoço.

Mas eu quero meu Guiador!
Disse jogando a bola de meia
Debaixo da cama.

– É assim joga em qualquer lugar
Depois quer achar
Cadê seus irmãos?
Por que você veio correndo
Na frente?

– Sei lá! Ficaram presos
Cadê meu brinquedo?

– Foi ela que escondeu!
Apontava para a prima.
– Eu não, você é que deixa atôa.
Se lembra do Mané-gostoso que te dei?
– Ah!

– Onde foi que você deixou?
– Atrás da porta.
Atrás da porta não, eu varri a casa
E não tava lá, só tinha a roda de arame.

– Ele tava junto.
Cadê meu Guiador!?
Cadê meu Guiador!?

– Menino deixa de escândalo,
Vem almoçar, depois procura.
Olhe ele atrás da porta.
– Não é não, a senhora tá vendo
É a roda, ele não tá não.

– Ontem você passou com ele
Pro quintal. Veja se tá lá?
Não era ele não, vó,
Era meu Cavalo de Pau.

– Depois do almoço a gente procura.

-Achou vó?
Você achou meu Guiador?

– Entre aqui embaixo da cama
Eu não posso me abaixar!
– Não tá não. Disse o menino
Se arrastando em baixo da cama.

Lá da sala alguém avisa
– Tão te chamando na porta.
– Não vou não, vá você
Cadê meu Guiador

– Vá logo senhor, acabe com esse choro
E vai vê quem é?

– O que é Neguinho?
– Olhe o Guiador que você me emprestou
É bem bom, Quileu fez um igual pra mim.

– Foi ele que fez o meu.

– Quem foi?
– Foi Neguinho devolvendo o Guiador

Lá no quintal a prima gritou
Com voz de choro
Cadê meu Guiador!
Cadê meu Guiador!

É por isso que em minha terra
Todo mundo tem apelido.

E até hoje todo mundo
Sabe quem é:

Cadê-Meu-Guiador.

O menino pegou a roda atrás da porta
E saíram, ele e Neguinho
Guiando pela rua
Seus brinquedos.

Viraldo 170907