Antônio Verissimo (Bisqui)

Dia 07 de janeiro de 2008

Antônio Bisqui

Nasci em São Bento em 01/10/40, com 17 anos vim para Terra Nova.

Meus pais são Maria dos Prazeres de Jesus e Pedro Antônio Vitor. Mau pai foi maquinista em São Bento. Estudei em São Bento com a professora Leonor, filha de seu Maneca, eu tinha bodega.

Em São Bento me convidaram para trabalhar no Armazém de São Bento.

Saindo depois para Terra Nova no Armazém, trabalhei no armazém depois no escritório, depois na oficina.

– Faça um resumo do seu trabalho na Usina?

– Primeiro no Armazém São Bento, depois Terra Nova, Boa sorte, São Carlos, São Bento, Terra Nova.

– Na sua vida de operário da Usina o que você lembra do sindicato?

– Eu me lembro, eu não pagava Sindicato eu conhecia antigamente, era Mario Grande, depois o passou para Menesio.

– Quem era Mario Grande o presidente do Sindicato?

-Mario Grande era um colega, um conterrâneo de São Bento, filho do finado Maneca.

– Você era filho de São Bento, seu pai foi maquinista de São Bento, você se lembra de outro maquinista de São Bento?

– Lembro sim, lá em São Bento eu conheci Eugenio, Eliseu, Betel.

– Quando estava para fecha a Usina São Bento foi proposto aos operários duas opções, seriam indenizados ou transferidos para outras usinas, parte dos operários não aceitaram fizeram um movimento de greve, ganharam na justiça , a empresa recorreu e no fim saiu sem receber nada. [Deduzimos que nesse grupo estava Eugenio]

 

Viraldo Ribeiro

Viraldo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *